Esporte Futebol Nacional

08/05/2019 | domtotal.com

Teste imagem interna

A partida teve quatro gols e goleiro lesionado em campo.

A partida teve quatro gols e goleiro lesionado em campo.
A partida teve quatro gols e goleiro lesionado em campo.

Ninguém saiu em vantagem na decisão do Campeonato Gaúcho 2017. A partida da tarde deste domingo, acabou empatada em 2 a 2. A primeira disputa do título entre o time com a melhor campanha do Gauchão, Novo Hamburgo, e o atual hexacampeão, Internacional, teve quatro gols e goleiro lesionado em campo. Os gols foram marcados por Roberson e Nico López para o Internacional e João Paulo e Assis para o Novo Hamburgo.

Os dois times chegaram nesta primeira final com desfalques. O Internacional não pode contar com o goleiro Danilo Fernandes e o lateral-esquerdo Carlinhos lesionados. Além disso, o atacante Brenner, expulso na última partida, não atua. O goleiro Marcelo Lomba realizou tratamento intensivo durante a semana e vai ficar a disposição no banco de reservas. A única ausência no Novo Hamburgo é o meia Preto.


Legenda foto interna


O jogo

O time do Vale chegou mostrando que não vinha para ser coadjuvante. Logo no primeiro minuto de partida, em cobrança de escanteio, Jardel cruzou para a área e Júlio Santos cabeceou no poste direito de defesa do goleiro Keiller. Depois do susto, o Internacional tentou aumentar a marcação, mas aos 5 minutos mais susto do Novo Hamburgo. O meia Juninho passou pela marcação de William e bateu para o gol. A bola subiu muito.

Nos 12 minutos, ocorreu a primeira boa finalização do Internacional. O volante Anselmo carregou a bola do meio-campo até perto da área, onde fez boa tabela com o atacante Carlos. Na entrada da área, Anselmo ajeitou o corpo e bateu colocado no canto direito. A bola passou rente ao travessão.

A pressão do Noia era grande e aos 17 minutos, em mais uma cobrança de escanteio, João Paulo, sem marcação, cabeceou baixo e balançou as redes. Sem chances para o goleiro Keiller. Este foi o sexto gol do atacante, que briga pela artilharia do campeonato.

Após o gol, o Internacional começou a se movimentar mais em campo e aumentou a marcação. A resposta colorada foi em uma bonita jogada Nico López. Na entrada da área, o atacante se livrou da marcação e chutou forte rasteiro. O goleiro Matheus se agachou e encaixou a bola entre os braços e o peito. O time esboçava força ofensiva, mas falhava no último toque antes da conclusão.

Aos 37 minutos, depois de cobrança de escanteio, o goleiro Matheus espalmou a bola para a fora da área. O lateral William pegou de primeiro a meia altura para mais uma boa defesa do arqueiro adversário. Dois minutos depois, Rodrigo Dourado fez belo lançamento para o atacante Carlos. O jogador dominou livre na área de costas para o gol, mas ao invés de concluir preferiu dar um balãozinho no goleiro. A marcação chegou a tempo para afastar uma ótima oportunidade para o colorado.

Antes de acabar a primeira etapa, o Internacional aumentou uma pressão final. Na última conclusão a gol do primeiro tempo, D’Alessandro pegou de primeira e manda uma bomba em direção ao tento. O goleiro Matheus se joga no canto esquerdo de defesa para espalmar para escanteio.

Segundo tempo

O Internacional voltou com uma modificação para a segunda etapa. O técnico Antônio Carlos Zago tirou o volante Anselmo e colocou o meia-atacante Roberson. O Novo Hamburgo retornou a campo sem alterações. Com a modificação, o jogo ficou mais aberto. Muitos ataques iniciais de ambos os times eram parados pelas defesas adversárias.

Exemplo de legenda para foto interna texto maior que fotoMas aos 7 minutos, o colorado chegou ao empate. Edenílson tocou para Roberson que dentro da área, finalizou para o gol. A bola passou pelo goleiro e o zagueiro tirou de cima da linha com um chute afastando. Contudo, a bola bateu nas costas do goleiro Matheus, caído no chão, e entrou no gol. Apesar do tento ser contra, o juiz assinalou como gol de Roberson.


Os jogadores do Novo Hamburgo sentiram muito o empate. A pressão colorada era enorme. Cinco minutos depois de empatar, no rebote, o capitão D’Alessandro emendou de primeira com muita força, mas para fora. No lance seguinte, em uma sequência de chutes a gol de dentro da pequena área, Undel e Roberson quase viraram o placar da partida.

Em uma desatenção colorada, o Novo Hamburgo passou a frente de novo. Aos 21 minutos, Branquinho conseguiu ganhar um escanteio. Na cobrança, Pablo escorou de cabeça para, também de cabeça, Assis subir alto e  mandou para o fundo das redes, deixando o time do Vale mais uma vez em vantagem.

Com 28 minutos, o meia-atacante Roberson, que havia recém entrado, sentiu dores musculares e foi substituído por Valdívia. O Inter tentou devolver na mesma moeda. Em escanteio, o atacante Carlos desviou de cabeça para mais uma bela defesa do goleiro Matheus.

Depois de muita pressão, Nico López fez bela tabela com D’Alessandro e ao receber de volta, o atacante apenas deu um toquinho desviando do goleiro Matheus e empatando a partida novamente. Os minutos finais foram de muita pressão do time do Internacional.

Aos 43 minutos de jogo, o mais improvável aconteceu. Em bola levantada na área colorada, o terceiro goleiro do time,  Keiller, deslocou o ombro e teve que ser substituído. Assim, Marcelo Lomba também lesionado entrou no lugar no colega. Mas não dava tempo para mais nada. A primeira partida acabou empatada. Com o resultado, ninguém larga em vantagem e tudo fica para ser decidido no domingo que vem às 16h (de Brasília). O local da partida vai ser definido na terça-feira.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL 2 X 2 NOVO HAMBURGO

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 30 de abril de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Assistentes: Lúcio Flor e Leirson Martins (RS)

Público: 43.158 (38.226)
Renda: R$ 1.924.570,00

Gols:
INTERNACIONAL: Roberson, 7 minutos, do segundo tempo; Nico López, 37 minutos do segundo tempo
NOVO HAMBURGO: João Paulo, 17 minutos do primeiro tempo; Assis, 21 minutos do segundo tempo

Cartões amarelos:
INTERNACIONAL: D’Alessandro, Uendel
NOVO HAMBURGO: Léo, Branquinho

Internacional: Keiller (Marcelo Lomba); William, Léo Ortiz, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo (Roberson) (Valdívia), Edenílson, D’Alessandro e Nico López; Carlos.
Técnico: Antônio Carlos Zago

Novo Hamburgo: Matheus; Léo, Júlio Santos, Pablo e Assis; Amaral (Tiago Ott), Jardel, Renan Ribeiro, Juninho Silva, Branquinho (Lucas Santos) e João Paulo
Técnico: Beto Campos



Gazeta Espotiva

TAGS


EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários


Outras Notícias

Não há outras notícias com as tags relacionadas.


Instituições Conveniadas