Esporte Futebol Mineiro

29/05/2017 | domtotal.com

Rafael Marques exalta vitória na Vila e diz estar à vontade como 'falso 9'

Para o jogador, a principal virtude da Raposa para triunfar foi jogar de igual para igual.

Rafael Marques fez a primeira partida como titular no Cruzeiro.
Rafael Marques fez a primeira partida como titular no Cruzeiro. (Djalma Vassão/ Gazeta Press)

Inevitavelmente, vencer o Santos na Vila Belmiro é um resultado a se valorizar, afinal o Peixe é muito forte jogando em seus domínios – no Campeonato Brasileiro do ano passado, foi o segundo melhor mandante, atrás apenas do Atlético-PR. O atacante do Cruzeiro Rafael Marques, que estava no rival Palmeiras até pouco tempo, ressaltou a conquista dos três pontos neste domingo.

“Tem que valorizar demais [a vitória]. Eu particularmente sei como é complicado jogar com o Santos aqui na Vila, tem qualidade, tem jogadores rápidos. Mas nossa equipe se comportou muito bem, principalmente no primeiro tempo. Fomos inteligentes no segundo e de duas chances o Thiago fez uma”, disse.

Para o jogador, a principal virtude da Raposa para triunfar foi jogar de igual para igual, e não ficar esperando as ofensivas do Peixe para sair no contra-ataque. Segundo ele, a equipe celeste foi superior no primeiro tempo inclusive: “Em momento algum a gente foi jogar no contra-ataque. No primeiro tempo tivemos até mais posse de bola, propomos o jogo. No segundo o técnico deles corrigiu, eles voltaram melhor, mas a gente foi inteligente e conseguimos a vitória. Taticamente o time estava perfeito”, assegurou.

Atuando pela primeira vez como titular da equipe de Mano Menezes, o atacante se mostrou à vontade para desempenhar a função de “falso 9” – enquanto estava no Palmeiras, Rafael Marques relutava para atuar desta maneira.

“Na verdade, joguei de falso 9. Desde que eu treine durante a semana, não tenho nenhum problema em jogar. E depois, quando o Ábila entrou, consegui jogar mais aberto, também faço esta posição”, afirmou. Em seguida, completou: “Não creio [que melhorei com a entrada de Ábila]. Eu me senti bem no primeiro tempo, tive duas chances. Óbvio que a entrada do Ábila, um jogador mais descansado, vendo o jogo de fora, melhora. Mas nas duas posições me senti bem”, garantiu.

Dedé aparentemente não preocupa

Substituído no intervalo da partida deste domingo, queixando-se de dores, Dedé já trouxe apreensão aos torcedores celestes – muito pelo histórico recente. Apesar de ter que deixar o gramado após os 45 minutos iniciais, o zagueiro garantiu não ser nada grave, além de exaltar a qualidade do elenco.

“Está tranquilo, só desgaste mesmo. Eu falei para o professor: ‘Melhor dar uma segurada porque quem tem lesão no joelho acaba forçando mais uma perna’. Aí eu preferi sair para evitar uma lesão, e temos jogador com muita qualidade para entrar e fazer a reposição. A gente já estava ciente que podia acontecer este desgaste, joguei muitos jogos. Vamos ver no decorrer da semana, mas acho que no próximo jogo estou dentro”, relevou.


Gazeta Esportiva

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários



Instituições Conveniadas