Esporte Futebol Mineiro

29/05/2017 | domtotal.com

Roger Machado cobra maior postura defensiva do Atlético

"Time que quer ser campeão tem que ser forte defensivamente. Os jogadores ofensivos que entram têm que marcar também", afirmou.

Roger Machado ressaltou a importância do Galo alcançar um processo defensivo eficiente.
Roger Machado ressaltou a importância do Galo alcançar um processo defensivo eficiente. (Bruno Cantini/ Atlético-MG)

Depois de uma campanha irretocável como mandante no Brasileirão de 2016, o Atlético ainda não conseguiu encontrar boas atuações no Independência na atual temporada. Após a derrota para o Fluminense na primeira rodada, neste domingo, a equipe empatou com a Ponte Preta por 2 a 2, com lucros, já que o time paulista esteve muito próximo do terceiro gol diversas vezes.

Técnico da equipe com a melhor campanha da fase de grupos da Libertadores, Roger Machado ressaltou a importância do Galo alcançar um processo defensivo eficiente. “Time que quer ser campeão tem que ser forte defensivamente. Os jogadores ofensivos que entram têm que marcar também, não quero empilhar volantes e zagueiros para ter força defensiva”, afirmou o treinador durante sua coletiva pós-jogo.

O Galo dominou a primeira etapa da partida e saiu na frente com gol de Robinho. Uma blitz da Ponte nos primeiros quatro minutos do primeiro tempo, contudo, deu a virada ao time visitante. Rafael Moura ainda conseguiu empatar na reta final e salvar o Atlético.

“O Fluminense veio com um meio campo congestionado, assim como a Ponte, para roubar a bola e transitar sabendo que nosso jogo é ofensivo em casa. Temos que aceitar e saber que as vezes vamos fazer um jogo de forma diferente”, acrescentou Roger.

Para buscar o empate, Roger sacou Adilson e Cazares para colocar, respectivamente Maicosuel e Rafael Moura, dois personagens envolvidos diretamente no segundo gol do Galo. “O contra-ataque você vai oferecer porque você põe jogadores mais ofensivos. A questão é não permitir que o jogo chegue nesse momento, é matar o jogo”, pontuou.

Com muita tranquilidade em seu discurso, o treinador descartou problemas físicos devidos à incessante sequência de partidas na temporada. “Não é uma questão do Atlético jogar quarta e domingo, não é exclusividade. Não é a parte física, até dez dias atrás estávamos comemorando ter todo mundo disponível. O problema é no campo. A parte tática não estamos conseguindo fazer o que temos que fazer”, completou.

Esse foi o segundo empate do Atlético-MG em três rodadas no Brasileiro. A equipe segue sem vencer na competição, com apenas dois pontos conquistados, e pode terminar a rodada na zona de rebaixamento.


Gazeta Esportiva

EMGE

*O DomTotal é mantido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE). Engenharia Civil conceito máximo no MEC.
Saiba mais!

Comentários



Instituições Conveniadas