Religião

15/05/2017 | domtotal.com

Visita do papa ao Egito surte efeito político

Grão Imane de Al-Azhar quer que "ódio em nome da religião" seja considerado crime

Papa Francisco e Ahmed al-Tayyeb em Al-Azhar
Papa Francisco e Ahmed al-Tayyeb em Al-Azhar (AFP)

O Grão Imame de Al-Azhar, Xeique Ahmed al Tayyeb, criou uma comissão com o objetivo de elaborar um esboço de lei capaz de criar mecanismos de combate ao ódio e à violência em nome da religião.

Duas semanas após a visita do Papa ao Egito, o Conselheiro legal de Al-Azhar, Mohammed Abdel Salam, explicou em uma nota que o objetivo deste esboço de lei é o de considerar como crime o incitamento ao ódio e as manifestações de violência praticadas em nome das religiões.

O expoente do clero sunita egípcio não especificou, porém, quando será apresentada a nova lei.

Falando à Agência egípcia “Mena”, Abde Salam acrescentou que a inicitaiva insere-se “no âmbito dos esforços de Al-Azhar para combater a violência e o extremismo, e para difundir o pensamento iluminado e enfrentar a intolerância”.


Rádio Vaticano



Comentários
Newsletter

Você quer receber notícias do domtotal em seu e-mail ou WhatsApp?

* Escolha qual editoria você deseja receber newsletter.

DomTotal é mantido pela EMGE - Escola de Engenharia e Dom Helder - Escola de Direito.

Engenharia Cívil, Ciência da Computação, Direito (Graduação, Mestrado e Doutorado).

Saiba mais!